Mira

About Mira comunica

This author has not yet filled in any details.
So far Mira comunica has created 41 blog entries.
16 07, 2018

Programa Semente é apresentado em Congresso Internacional sobre Educação Socioemocional

2018-07-16T11:07:48+00:00 Semente na Escola|

O World Positive Education Accelerator, um dos eventos mais importantes do mundo sobre o tema, aconteceu no Texas, nos Estados Unidos O Programa Semente participou do World Positive Education Accelerator (WPEA), um dos congressos sobre educação socioemocional mais importantes do mundo. O evento, promovido pelo International Positive Education Network (IPEN), aconteceu entre 25 e 28 de junho no Texas, nos Estados Unidos. Esta foi a segunda edição do encontro, que reuniu mais de 1200 pesquisadores, educadores, psicólogos e outros profissionais de várias partes do mundo interessados em promover tanto estudos acadêmicos quanto a qualidade de vida através da educação socioemocional. Por meio de palestras, os participantes puderam aprender e trocar experiências acerca do que há de mais novo sobre o tema. Dentre elas, destacam-se "Ensino socioemocional aumenta a performance acadêmica: evidências ao redor do mundo", do professor Alejandro Adler, diretor [...]

8 07, 2018

Estadão: Avaliação de emoções e habilidades sociais desafia colégios particulares

2018-07-11T14:28:04+00:00 Semente na Mídia|

Veículo: Estadão Escolas criam estratégias para examinar aspectos como resolução de conflitos e trabalho em equipe, previstos na Base Nacional Comum Curricular e consideradas importantes para formar os jovens Diretora do Programa Semente, que incentiva a aprendizagem socioemocional em redes públicas e privadas, Tania Fontolan vê desafios para medir essas habilidades. “Não se pode confundir com avaliações tradicionais. Tem de ser qualitativa, não quantitativa.” É preciso, diz ela, clareza sobre o quê se quer desenvolver. Em 2017, o Semente desenvolveu, com a Universidade Federal do Rio (UFRJ), um sistema de avaliação dessas habilidades, com base em questionários respondidos por 9,6 mil alunos. Veja mais...         

3 07, 2018

Como identificar (e ajudar) alunos com problemas pessoais?

2018-07-03T10:42:13+00:00 Semente na Escola|

Com olhar atento, professor é capaz de auxiliar estudantes a passar por momentos difíceis sem prejudicar o aprendizado Bullying, depressão, luto, ambiente familiar conturbado… Os problemas pessoais de crianças e adolescentes podem afetar diretamente seu rendimento escolar bem como outros aspectos de suas vidas. Entendendo a escola como um espaço de acolhimento e aceitação, é importante que os educadores estejam atentos aos conflitos dos estudantes. Se para alguns alunos o desabafo acontece de forma mais natural, outros acabam escondendo situações desagradáveis de familiares e amigos. O professor deve estar atento para fornecer apoio, conforme seu alcance. Eduardo Calbucci, professor e um dos criadores do Programa Semente, destaca a vantagem que os profissionais treinados têm nesse aspecto.  Relação de confiança O professor aplicador do programa de habilidades socioemocionais cria naturalmente maior empatia com seus alunos. “Há um canal aberto para que [...]

28 06, 2018

É possível dominar a ansiedade durante as provas?

2018-06-28T10:56:40+00:00 Semente na Escola|

Estudantes brasileiros estão entre os mais estressados do mundo O nervosismo no ambiente escolar está em alta entre os jovens brasileiros. Oito em cada dez estudantes dizem sofrer de ansiedade durante o período de provas, mesmo que se preparem para ela. Os dados integram uma pesquisa sobre o bem-estar dos alunos aplicado pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) em 2015 em 72 países e divulgado no ano passado. Ainda segundo a avaliação, o Brasil ocupa a segunda posição entre os países com o maior número de estudantes ansiosos durante os testes. Para 56% deles, estudar também gera muita tensão. A questão que fica é: o que o corpo docente pode fazer para aliviar o estresse e ajudar o jovem no processo educacional? Como ajudar a controlar o medo e a ansiedade Eduardo Calbucci, professor e um dos criadores [...]

25 06, 2018

Como a escola deve lidar com a nova configuração familiar?

2018-06-25T13:24:24+00:00 Semente na Escola|

Diferenças do núcleo familiar é uma excelente oportunidade de desenvolver a empatia em crianças e adolescentes O conceito de família na sociedade contemporânea tem mudado com muita rapidez. Além da forma tradicional, que tem o pai e a mãe no núcleo da casa, hoje as crianças podem viver com apenas com um dos pais, ter a guarda compartilhada, ser criadas pelos avós, ter dois pais ou duas mães, conviver com meio-irmãos e etc. Dada às diferentes configurações do seio familiar, é uma preocupação atual das escolas saber como agir diante da questão. Muitas instituições, por exemplo, têm abolido as comemorações de Dia das Mães e Dia dos Pais para celebrar o Dia da Família. É uma oportunidade para incluir todas as crianças, entender as mudanças da sociedade e celebrar a diversidade. Desenvolvendo a empatia Do ponto de vista dos pequenos, [...]

21 06, 2018

Autocontrole em jovens gera adultos mais satisfeitos e com melhores empregos

2018-06-21T10:41:30+00:00 Semente na Escola|

Desenvolver na escola a habilidade de lidar com os próprios instintos ajuda a afastar crianças de problemas de conduta Em um estudo feito entre os 1960 e 1970, o pesquisador Walter Mischel reuniu algumas crianças para um teste. Sozinhas, elas deveriam resistir à tentação de comer uma guloseima posta à sua frente. Quem conseguisse aguentar por quinze minutos seria recompensado com dois doces. Algumas crianças não conseguiram esperar e devoraram a sobremesa. Ou seja, não tiveram autocontrole sobre o impulso da recompensa imediata. O mais interessante da pesquisa é que, quarenta anos depois, Mischel investigou a vida das pessoas que tinham participado do experimento. O resultado mostrou que as crianças que conseguiram aguardar os quinze minutos tinham empregos melhores, salários mais altos e estavam mais satisfeitas com a vida em relação ao outro grupo. A pesquisa pode ser encontrada no [...]

20 06, 2018

Caindo no Brasil: Escolas usam a Copa do Mundo para ensinar competências socioemocionais

2018-06-29T14:57:28+00:00 Semente na Mídia|

Veículo:  Caindo no Brasil A Copa do Mundo de futebol é um evento que tem grande potencial pedagógico. Afinal, o tema desperta a atenção e ainda aumenta o engajamento dos alunos. Pensando nisso, muitas escolas que ensinam aprendizado socioemocional estão trabalhando com esse assunto e estimulando a compreensão e análise sobre as emoções e domínios. Algumas competências trabalhadas são o autoconhecimento, autocontrole, empatia, tomada de decisões responsáveis e habilidades sociais. Para alunos de 6 a 9 anos, por exemplo, são propostas atividades que estimulam o domínio socioemocional do autoconhecimento. Os estudantes devem se colocar no lugar de um jogador profissional. Depois, pensar na emoção dominante em situações comuns numa partida de futebol. Na sequência, em grupos, eles podem comparar e discutir suas respostas. Veja mais...

18 06, 2018

Como engajar os pais nas reuniões escolares?

2018-06-18T11:31:04+00:00 Semente na Escola|

Para Tania Fontolan, diretora-geral do Programa Semente, é preciso ter objetividade nos encontros Um dos temas mais discutidos na educação brasileira é a participação dos pais na vida escolar dos filhos – o que inclui desde comparecer às reuniões escolares até o apoio nas lições de casa. Pesquisas mostram que a família participa mais do assunto nos primeiros ciclos da educação básica. Conforme a criança vai crescendo, começa a haver um certo distanciamento por parte dos responsáveis. Para Tania Fontolan, diretora-geral do Programa Semente, há um saldo positivo nesse processo. “A criança precisa ganhar independência”, afirma. Isso não quer dizer que os pais devem ‘passar o bastão’ para a escola. Ao contrário, trata-se de um trabalho em equipe. Em geral, participar de reuniões escolares é um desafio para os pais e responsáveis que trabalham em tempo integral. Por isso, as [...]

14 06, 2018

Terra (Papo de Mãe): Copa do Mundo na sala de aula: como lidar com as emoções

2018-06-14T12:18:29+00:00 Semente na Mídia|

Veículo: Terra - Papo de Mãe Evento mundial desperta sentimentos positivos e desagradáveis, como alegria, ansiedade, expectativa, raiva e frustação. Programa de aprendizagem socioemocional prepara estudantes para compreender a multiplicidade de emoções que surgem durante uma partida de futebol Levar a Copa do Mundo para a sala de aula é um recurso pedagógico eficaz, já que o tema desperta a atenção dos alunos e aumenta o engajamento dos estudantes nessa época. Em muitas escolas que ensinam aprendizagem socioemocional, o assunto está sendo trabalhado como recurso para estimular a compreensão e a análise sobre as emoções e domínios, como autoconhecimento, autocontrole, empatia, tomada de decisões responsáveis e habilidades sociais. Veja mais...

14 06, 2018

Emoção e memória: como esta relação afeta o aprendizado?

2018-06-14T11:27:50+00:00 Semente na Escola|

Ansiedade, medo e stress podem comprometer os estudos; habilidades socioemocionais, como autocontrole, ajudam aluno a manter o foco O estado emocional influencia diretamente o modo como armazenamos determinadas situações em nossa memória. É comum que as pessoas se lembrem, por exemplo, o que estavam fazendo no dia 11 de setembro de 2001. A comoção em torno do atentado ao World Trade Center, nos Estados Unidos, faz com que a situação permaneça em nossa memória por muitos e muitos anos. Assim, é sabido que o nível de alerta, ansiedade e stress influenciam fortemente o modo como armazenamos novas experiências no cérebro. Na sala de aula, por exemplo, uma criança que se sente triste ou com raiva não será capaz de formar memórias do conteúdo ministrado de forma eficaz. Um aluno que está com o nível de stress alto esquecerá o que [...]