Semente na Escola

21 06, 2018

Autocontrole em jovens gera adultos mais satisfeitos e com melhores empregos

2018-06-21T10:41:30+00:00 Semente na Escola|

Desenvolver na escola a habilidade de lidar com os próprios instintos ajuda a afastar crianças de problemas de conduta Em um estudo feito entre os 1960 e 1970, o pesquisador Walter Mischel reuniu algumas crianças para um teste. Sozinhas, elas deveriam resistir à tentação de comer uma guloseima posta à sua frente. Quem conseguisse aguentar por quinze minutos seria recompensado com dois doces. Algumas crianças não conseguiram esperar e devoraram a sobremesa. Ou seja, não tiveram autocontrole sobre o impulso da recompensa imediata. O mais interessante da pesquisa é que, quarenta anos depois, Mischel investigou a vida das pessoas que tinham participado do experimento. O resultado mostrou que as crianças que conseguiram aguardar os quinze minutos tinham empregos melhores, salários mais altos e estavam mais satisfeitas com a vida em relação ao outro grupo. A pesquisa pode ser encontrada no [...]

18 06, 2018

Como engajar os pais nas reuniões escolares?

2018-06-18T11:31:04+00:00 Semente na Escola|

Para Tania Fontolan, diretora-geral do Programa Semente, é preciso ter objetividade nos encontros Um dos temas mais discutidos na educação brasileira é a participação dos pais na vida escolar dos filhos – o que inclui desde comparecer às reuniões escolares até o apoio nas lições de casa. Pesquisas mostram que a família participa mais do assunto nos primeiros ciclos da educação básica. Conforme a criança vai crescendo, começa a haver um certo distanciamento por parte dos responsáveis. Para Tania Fontolan, diretora-geral do Programa Semente, há um saldo positivo nesse processo. “A criança precisa ganhar independência”, afirma. Isso não quer dizer que os pais devem ‘passar o bastão’ para a escola. Ao contrário, trata-se de um trabalho em equipe. Em geral, participar de reuniões escolares é um desafio para os pais e responsáveis que trabalham em tempo integral. Por isso, as [...]

14 06, 2018

Emoção e memória: como esta relação afeta o aprendizado?

2018-06-14T11:27:50+00:00 Semente na Escola|

Ansiedade, medo e stress podem comprometer os estudos; habilidades socioemocionais, como autocontrole, ajudam aluno a manter o foco O estado emocional influencia diretamente o modo como armazenamos determinadas situações em nossa memória. É comum que as pessoas se lembrem, por exemplo, o que estavam fazendo no dia 11 de setembro de 2001. A comoção em torno do atentado ao World Trade Center, nos Estados Unidos, faz com que a situação permaneça em nossa memória por muitos e muitos anos. Assim, é sabido que o nível de alerta, ansiedade e stress influenciam fortemente o modo como armazenamos novas experiências no cérebro. Na sala de aula, por exemplo, uma criança que se sente triste ou com raiva não será capaz de formar memórias do conteúdo ministrado de forma eficaz. Um aluno que está com o nível de stress alto esquecerá o que [...]

12 06, 2018

Como as habilidades socioemocionais nos ajudam nos relacionamentos amorosos?

2018-06-12T11:47:59+00:00 Semente na Escola|

O Dia dos Namorados chegou! Para entrar no clima conversamos com Tania Fontolan, diretora-geral do Programa Semente, para saber como cultivar relações saudáveis Você já ouviu falar em relacionamentos abusivos? São aqueles em que há violência psicológica ou física contra o(a) parceiro(a). Muitas vezes confundidas com zelo, essas relações têm paixões exacerbadas, ciúme doentio, discussões agressivas entre outros malefícios. Assim, como fazer com que as crianças e adolescentes de hoje se tornem adultos capazes de cultivar um relacionamento amoroso saudável? Um relacionamento requer que os envolvidos sejam capazes de identificar as próprias emoções, observando as afinidades e diferenças particulares e aprendendo a conviver com elas. Para Tania Fontolan, diretora-geral do Programa Semente, desenvolver a aprendizagem socioemocional é essencial para aprendermos a lidar com as emoções causadas pela paixão. Autoconhecimento é importante nos relacionamentos? “Preciso me conhecer: como funciono quando estou [...]

7 06, 2018

Perseverança é fundamental para atingir o sucesso?

2018-06-07T11:44:08+00:00 Semente na Escola|

A aprendizagem socioemocional mostra que ser perseverante é mais importante do que ter talento Você é feliz na sua profissão? Conhece alguém frustrado na carreira? Não desenvolver habilidades socioemocionais, como a perseverança, durante a infância pode refletir em adultos desiludidos com o trabalho. A boa notícia? Nunca é tarde demais para aprender competências essenciais a fim de obter sucesso na vida profissional. Um dos temas discutidos durante a aprendizagem socioemocional é a resiliência. O termo, que se disseminou no Brasil há pouco tempo, diz respeito à capacidade do ser humano de se adaptar à situações desfavoráveis. “Hoje sabemos que aqueles que têm sucesso na vida, tanto profissional quanto pessoal, não são necessariamente as pessoas mais talentosas, mas as mais perseverantes”, explica Eduardo Calbucci, professor e um dos criadores do Programa Semente. Assim, o sucesso depende muito mais de como lidamos [...]

5 06, 2018

Por que alguns alunos têm dificuldade em aprender?

2018-06-05T12:05:26+00:00 Semente na Escola|

Sentimentos negativos como ansiedade e raiva atrapalham o desempenho escolar; desenvolver as habilidades socioemocionais nos estudantes é alternativa O processo de aprendizagem se dá de forma diferente para cada aluno. Enquanto uns assimilam o conteúdo rapidamente, outros têm mais dificuldade em aprender determinadas matérias. A dificuldade em aprender costuma ser motivo de preocupação para muitos professores dentro da sala de aula. Os pais também ficam aflitos. O que pode ajudar a compassar o ritmo é a alfabetização socioemocional. De acordo com estudos internacionais, o desempenho escolar dos alunos que aprendem a gerir as próprias emoções de forma estruturada melhora consideravelmente. Estes têm mais facilidade em absorver os conteúdos curriculares. “Um aluno que está triste, angustiado ou com raiva dificilmente conseguirá se dedicar ao aprendizado de matemática ou português”, explica Eduardo Calbucci, professor e um dos criadores do Programa Semente. “Por [...]

30 05, 2018

Crianças podem aprender a tomar decisões responsáveis desde cedo

2018-05-30T11:38:53+00:00 Semente na Escola|

Desenvolver valores éticos durante a infância gera adultos comprometidos com a sociedade Você já se perguntou por que algumas pessoas escolhem caminhos tortuosos durante a vida? Muitas tomam decisões irresponsáveis que afetam de forma negativa os círculos sociais, como família e amigos. Por trás da motivação, pode existir um pensamento egoísta, voltado somente à própria satisfação pessoal. Para pessoas assim, falta avaliar os impactos que suas decisões acarretam a longo prazo, tanto para si quanto para os outros. Mas como fazer com que crianças entendam o valor de pensar antes de agir? Para o professor Eduardo Calbucci, um dos criadores do Programa Semente, há duas formas de abordar o tema. “A primeira é mostrar aos alunos que as escolhas têm consequências”, explica. Em um exemplo prático: se um atleta que se preparou há meses para uma competição decidisse comer um [...]

28 05, 2018

Empatia favorece inclusão de crianças com necessidades especiais no ambiente escolar

2018-05-28T14:21:58+00:00 Semente na Escola|

Eduardo Calbucci, um dos criadores do Programa Semente, defende empatia como a principal conduta Um dos desafios da educação é a inclusão de crianças com necessidades especiais no ambiente escolar. Não é raro encontrar casos em que tanto alunos quanto professores têm enormes dificuldades na hora de lidar com a questão. Para Eduardo Calbucci, educador e um dos criadores do Programa Semente, a empatia é o melhor caminho para garantir a integração e gerar um ambiente de harmonia. “Assumir a perspectiva do outro, sobretudo quando estamos diante de valores diferentes dos nossos, é fundamental para viver em um mundo cada vez mais marcado pela diversidade. Exercer a empatia significa criar elos e estabelecer uma ponte com as pessoas”, explica Calbucci. A empatia é uma das cinco competências abordadas pelo Programa Semente, de aprendizagem socioemocional. “Ela diz respeito à capacidade de [...]

24 05, 2018

Plataforma online auxilia adultos na aprendizagem socioemocional

2018-05-24T14:21:00+00:00 Semente na Escola|

A Ostera foi desenvolvida pela equipe do Programa Semente e está em fase de testes O Programa Semente se prepara para lançar a Ostera, uma plataforma online de aprendizagem socioemocional. O conteúdo será composto por módulos que ajudarão o indivíduo a desenvolver o conjunto de aptidões necessárias para enfrentar dificuldades, lidar com as próprias emoções e se relacionar com os outros. Voltado para adultos, a plataforma poderá ser acessada por meio de computadores, tablets e smartphones. Por muito tempo acreditou-se que habilidades socioemocionais, como resiliência, empatia e capacidade de liderança, fossem competências inatas a alguns indivíduos, uma espécie de dom. Pesquisas internacionais, no entanto, apontam que tais capacidades podem ser desenvolvidas em qualquer idade por meio de conteúdos estruturados. Assim, a Ostera preenche uma lacuna nesse campo, colaborando com o desenvolvimento da inteligência emocional na vida adulta. Formação continuada da [...]

22 05, 2018

É possível dominar pensamentos e emoções

2018-05-24T11:53:45+00:00 Semente na Escola|

Eduardo Calbucci, professor e um dos criadores do Programa Semente, explica como domar ações desencadeadas a partir de sentimentos e emoções como raiva e medo É possível dominar pensamentos e emoções numa situação como essa: qual é a sua reação se, ao dirigir, um automóvel fecha seu carro repentinamente? A maioria das pessoas ficaria com muita raiva e xingaria o motorista. O que não nos damos conta nas atitudes do dia a dia é que entre uma emoção e uma ação existe um pensamento. Isso significa que o pensamento estrutura as emoções e, consequentemente, as ações que tomamos a partir delas. Assim, ao ser fechado no trânsito, o cérebro detecta perigo na situação e o pensamento de que o condutor é imprudente se externaliza através da raiva. O exemplo prático pode ser aplicado a muitas situações cotidianas, das mais banais [...]