Semente na Escola

22 08, 2019

Violência na escola é retrato de uma sociedade agressiva

2019-08-22T10:19:09+00:00 Semente na Escola|

Aprendizagem socioemocional pode ajudar a combater o problema, ao estimular a empatia, o autoconhecimento e a resolução de conflitos de maneira pacífica A violência no ambiente escolar se manifesta de diversas formas e, dificilmente, de maneira isolada. Ela pode ocorrer entre alunos, entre alunos e professores e até entre professores. Em escolas privadas, o problema costuma ser menor. Já em escolas públicas, é uma questão mais frequente. Muitas vezes, ela está relacionada à dificuldade de criar um ambiente onde as discordâncias sejam resolvidas de forma pacífica. “É importante considerar que a escola não está à margem do restante da sociedade. Se a sociedade como um todo é violenta, de alguma forma, a escola vai reproduzir isso. Situar a violência nesse contexto mais amplo permite entender melhor a questão”, diz Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente. Segundo [...]

19 08, 2019

Como a aprendizagem socioemocional pode ajudar no autocontrole?

2019-08-19T17:01:22+00:00 Semente na Escola|

Entender as próprias emoções e saber regulá-las nos capacita a lidar melhor com as dificuldades Controlar impulsos, como a raiva, é um grande desafio. Mas é algo também que pode ser aprendido. “Verificar se uma emoção está adequada ou não à situação que estamos vivendo é uma decorrência do autoconhecimento”, diz Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente. Segundo ele, se uma pessoa não reconhece determinada emoção, ela não sabe se o que está sentido é apropriado para a situação. Isso significa conhecer os sintomas físicos e identificar os gatilhos do que nos provoca medo, raiva ou tristeza, por exemplo. “Toda vez que fazemos isso, estamos dando um passo na direção do autocontrole. O autoconhecimento é um pressuposto da autorregulação emocional”, explica. Outro aspecto importante do autocontrole, de acordo com ele, é avaliar se a emoção que [...]

15 08, 2019

Pressão por resultados deixa alunos mais ansiosos no segundo semestre

2019-08-15T09:57:43+00:00 Semente na Escola|

Aprendizagem socioemocional ajuda a entender esse momento e a controlar a preocupação Na volta às aulas para o segundo semestre do ano letivo, os alunos podem viver um momento maior de tensão e pressão por resultados. Isso costuma afetar, principalmente, os estudantes do último ano do Ensino Médio, que começam a se aproximar de uma época muito decisiva na vida deles, que é o Enem e os grandes vestibulares. Em agosto, já começam as inscrições para alguns dos processos seletivos mais importantes do país, como o da Fuvest, que faz a seleção para a Universidade de São Paulo (USP), e o da Unicamp. Logo depois, é divulgada a relação candidato/vaga dos cursos. No começo de novembro, é a vez Enem. O segundo semestre letivo já é normalmente mais curto do que o primeiro, e todos esses eventos colaboram para dar [...]

12 08, 2019

Meninos devem ser estimulados a expressar seus sentimentos

2019-08-12T17:50:42+00:00 Semente na Escola|

Emoções são universais e independem do gênero, mas é necessário avaliar a adequação às diferentes situações Falar sobre emoções e mostrar aos meninos que eles também precisam expressar seus sentimentos é fundamental no processo educativo. A colocação é do professor Eduardo Calbucci, um dos fundadores do Programa Semente. “No processo de socialização, ainda há uma tendência, dentro da nossa sociedade, em educar meninos e meninas de maneira diferente. Isso é prejudicial para ambos”, afirma. “Os meninos acham que não devem exprimir os seus sentimentos, enquanto as meninas são estimuladas a demonstrá-los em quase qualquer situação. Isso reforça uma imagem falsa da força do homem e da fragilidade da mulher”, diz o professor. Calbucci explica que as emoções, como raiva, alegria e tristeza, são absolutamente universais e todos nós, independentemente de sermos homens ou mulheres, vamos senti-las em determinados momentos de [...]

8 08, 2019

Cyberbullying: como a escola deve se posicionar diante de pais e alunos?

2019-08-08T10:48:49+00:00 Semente na Escola|

Vítima precisa ser acolhida e agressor punido, mas fato pode ser transformado em situação de aprendizado e reflexão Os adolescentes de hoje são nativos digitais, ou seja, foram criados num mundo em que as tecnologias de comunicação e as redes sociais sempre fizeram parte do seu cotidiano. Assim, relações interpessoais e comportamentos que anteriormente estavam restritos à interação face a face se transferem para o ambiente virtual. “Essa situação pode trazer consequências perigosas, porque as pessoas acabam dizendo no mundo virtual coisas que dificilmente falariam no mundo real”, diz o professor Eduardo Calbucci, um dos fundadores do Programa Semente. “Isso significa que o bullying pode se tornar ainda mais perverso, violento e agressivo”. De acordo com o professor, é preciso mostrar para os jovens que, embora o ambiente seja virtual, as pessoas são reais e os efeitos dessa violência e, [...]

5 08, 2019

Aprendizado socioemocional auxilia os jovens na construção da autonomia

2019-08-05T17:55:14+00:00 Semente na Escola|

Adolescentes precisam ser convidados a refletir sobre as consequências de suas ações; controlar impulsos em nome de um benefício maior a longo prazo é algo que pode ser ensinado No processo de desenvolvimento das crianças e dos adolescentes, é comum os pais pensarem em estratégias para tentar pavimentar um caminho que seja o mais tranquilo possível para os filhos, o que pode levar a atitudes de superproteção. Para Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente, apesar de esse desejo ser compreensível, é importante considerar que, a partir da adolescência, é o jovem quem vai fazer suas próprias escolhas. “Questões importantes da vida dele – como se vai experimentar álcool ou quando iniciar a vida sexual – são decisões absolutamente individuais, e não há como os pais terem controle sobre isso”, afirma. Nesse contexto, surge a questão: como [...]

1 08, 2019

É importante falar sobre o luto com as crianças

2019-08-01T11:31:59+00:00 Semente na Escola|

Esconder ou disfarçar não deve ser o caminho; viver a perda faz parte do processo de amadurecimento O luto está ligado a uma das emoções básicas que temos, a tristeza, sentimento que nasce justamente da percepção de uma perda. Quando ficamos tristes, em geral, ou tentamos substituir o objeto que perdemos ou tentamos resgatá-lo. Mas, no caso da perda de uma pessoa, o resgate é impossível. Então, o que fazer quando se está vivendo o luto? “Na verdade, não resta outra coisa que não seja aceitá-lo”, diz Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente. Ele ressalta, no entanto, que cada vez que perdemos uma pessoa importante na nossa vida, nós reforçamos os laços com aqueles que nos cercam. “Se existe algum aprendizado nessa perda, o aprendizado é esse. Devemos aproveitar os bons momentos enquanto eles podem ser [...]

29 07, 2019

O celular deve ser usado na escola?

2019-07-29T17:29:23+00:00 Semente na Escola|

Cada colégio lida de uma maneira com a questão, mas todos devem refletir sobre o tema; aparelho pode se tornar uma ferramenta de aprendizagem Com o maior acesso das crianças e dos adolescentes aos celulares, o uso dos aparelhos na escola tornou-se uma questão polêmica. Cada colégio acaba adotando uma determinada postura, de acordo com a faixa etária dos alunos e com o projeto pedagógico. Existem os que proíbem o uso, os que permitem apenas no intervalo ou os que liberam para os estudantes mais velhos. “Outras escolas, ainda, estão seguindo por um caminho que merece atenção, que é o de tentar transformar o celular numa ferramenta de aprendizado. Ele pode trazer uma série de informações extremamente úteis para a vida do aluno. A questão é aprender a usar essas ferramentas de maneira positiva”, diz Eduardo Calbucci, professor e um [...]

25 07, 2019

Games, séries e filmes violentos podem influenciar negativamente o comportamento de crianças e adolescentes?

2019-07-25T11:18:05+00:00 Semente na Escola|

Não há pesquisa que mostre essa relação; esses jogos e séries, se bem usados, podem ter influência positiva ao estimular o diálogo sobre o assunto Passar horas jogando videogames ou assistindo a filmes e séries faz parte da rotina de muitas crianças e adolescentes. O que já é uma reclamação comum por parte dos pais ganha um contorno a mais de preocupação quando se trata de jogos e programas que mostram cenas de violência ou abordam temas polêmicos, como o suicídio. Mas será que esses games, filmes e séries podem mesmo influenciar o comportamento dos jovens? Para Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente, não existe hoje nenhum estudo que comprove a relação entre games violentos e posturas agressivas no mundo real. “Há algumas pesquisas, inclusive, que sugerem o contrário”, lembra. “Estabelecer essa relação é um raciocínio [...]

22 07, 2019

“Não, você não é todo mundo!” – como a aprendizagem socioemocional pode ajudar a lidar com influências negativas

2019-07-22T11:24:57+00:00 Semente na Escola|

É preciso ensinar os jovens a desconfiar de impressões iniciais, a não fazer generalizações e a tomar decisões com base no maior número possível de informações Os seres humanos são seres sociais, o que significa dizer que vivemos em grupo. Ao conviver com outras pessoas, acabamos, inevitavelmente, sendo influenciados de alguma forma. De acordo com Eduardo Calbucci, professor e um dos fundadores do Programa Semente, isso é absolutamente normal e, a princípio, nada tem de problemático. “Muitas vezes, uma criança quer se vestir de uma determinada forma ou falar de um determinado jeito porque é a maneira como o grupo a que ela pertence valoriza a fala ou a roupa. Isso é absolutamente natural. Começa a se tornar um problema quando a criança ou o adolescente vê um determinado comportamento num grupo relativamente pequeno de pessoas e generaliza aquilo para [...]