Semente na Escola

19 09, 2018

Professores empáticos contribuem para a motivação dos alunos na escola

2018-09-19T11:50:27+00:00 Semente na Escola|

A empatia e o envolvimento do professor ajudam na criação de um relacionamento de confiança com o estudante, influenciando diretamente no nível de aprendizagem O desempenho escolar de alunos de baixa renda pode superar barreiras socioeconômicas a depender do grau de motivação. Esta foi a conclusão de um estudo da consultoria McKinsey a partir de informações do Pisa 2015. Segundo a avaliação, alunos mais pobres com alto grau de motivação têm melhores resultados escolares do que alunos com maior poder aquisitivo, mas com menor nível de empenho. Ou seja, a motivação tem papel crucial no nível de aprendizagem de crianças e adolescentes. Para mantê-los instigados, porém, é preciso que o professor também seja estimulado, já que ele lida diretamente com os estudantes e tem papel de protagonismo nesse processo. É de vital importância que o educador tenha um alto grau [...]

14 09, 2018

Setembro Amarelo: alfabetização socioemocional é ferramenta eficaz no combate ao suicídio

2018-09-14T12:49:46+00:00 Semente na Escola|

Criar um ambiente de diálogo sobre os sentimentos é fundamental para combater os números alarmantes de estudantes que tiram a própria vida  As taxas de suicídio de crianças e adolescentes têm aumentado nas últimas décadas no Brasil. De 2000 a 2015, os casos subiram 65% entre jovens de 10 a 14 anos e 45% entre os de 15 a 19 anos. O país faz parte, desde 2015, do movimento mundial Setembro Amarelo, uma campanha de conscientização sobre prevenção ao suicídio. Em tempos em que o assunto está em voga, com séries sobre o tema e casos cada vez mais frequentes em colégios brasileiros, muitos pais andam preocupados com a saúde psicológica dos filhos. Mas como, afinal, as escolas podem ajudar na questão?  Ouvir é o melhor caminho “O mais importante é não transformar o suicídio em tabu”, alerta o professor [...]

6 09, 2018

Cyberbullying: como a escola deve lidar com o problema?

2018-09-06T10:56:02+00:00 Semente na Escola|

O ensino de habilidades socioemocionais é uma preciosa aliada contra esse tipo de agressão Com a tecnologia cada vez mais presente na sociedade, agressões como humilhações e xingamentos entre crianças e adolescentes, antes mais restritas à sala de aula, acontecem também no meio digital. É o chamado cyberbullying. A ação é caracterizada quando há depreciação, incitação à violência, adulteração de fotos e dados pessoais com o intuito de criar meios de constrangimento psicossocial. No Brasil, a prática não é considerada crime digital, mas está associada a outras infrações que preveem punição. Apesar de acontecer fora do ambiente escolar, a instituição não pode ser omissa ao cyberbullying. Mas como lidar com a questão, tão complexa e nova? Para Tania Fontolan, diretora-geral do Programa Semente, a escola deve incorporar o problema no projeto de formação. “As relações sociais saudáveis fazem parte do [...]

3 09, 2018

Por que desenvolver a autonomia na infância?

2018-09-03T11:11:29+00:00 Semente na Escola|

Pais superprotetores podem causar danos psicológicos aos filhos, aponta pesquisa; como a escola pode ajudar? A autonomia é a “capacidade de governar-se pelos próprios meios”. Filosoficamente, a habilidade diz respeito à “capacidade da vontade humana de se autodeterminar segundo uma legislação moral por ela mesma estabelecida”. É uma competência essencial para qualquer ser humano. O que vemos hoje, no entanto, são crianças, adolescentes e até adultos cada vez mais dependentes de outras pessoas. Isso pode estar relacionado à falta do desenvolvimento da autonomia durante a infância. Empenhados em proteger os filhos, alguns pais acabam por estimular comportamentos maléficos nas crianças e não deixam que elas explorem o mundo por conta própria. De acordo com um estudo realizado na Universidade de Montreal que englobou 78 mães e filhos, “quando elas dão autonomia às crianças há um impacto positivo na função executiva, [...]

30 08, 2018

Programa Semente reúne gestores educacionais para discutir o futuro da educação e a aprendizagem socioemocional

2018-08-30T14:54:55+00:00 Semente na Escola|

Mario Ghio, Leandro Karnal e Celso Lopes de Souza conduzem o encontro “Tendências da Educação”, que reuniu mais de 200 gestores educacionais, no Novotel, em São Paulo No modelo tradicional, a escola parece se tornar cada vez menos convidativa aos estudantes. Não basta tecnologia ou recursos dos mais diferentes tipos para atraí-los e estimular o interesse pelo aprendizado. Por isso, é necessário discutir os rumos da educação do futuro, analisar e buscar soluções para os novos desafios e promover melhores relações sociais, estimulando as habilidades do século XXI. Em evento realizado dia 28 de agosto pelo Programa Semente, “Tendências da Educação 2019”, no Novotel Center Norte,  em São Paulo, Mario Ghio, um dos executivos mais influentes da Educação Básica, presidente da holding Saber, afirmou a importância de desenvolver a aprendizagem socioemocional nas escolas brasileiras, para acompanhar as tendências da educação: [...]

27 08, 2018

As habilidades socioemocionais e a importância da tristeza

2018-08-27T11:31:30+00:00 Semente na Escola|

A animação Divertida Mente levanta uma importante discussão em tempos de busca incessante pela felicidade utópica O filme Divertida Mente, vencedor do Oscar de melhor animação em 2016, trouxe uma discussão essencial para os nossos tempos: a importância da tristeza. No longa, as emoções de uma garota de 11 anos ficam confusas quando ela se muda para uma nova cidade. Raiva, Nojinho, Alegria, Medo e Tristeza são os personagens que vivem dentro da mente da menina, conduzindo seus sentimentos. A última terá papel fundamental no desfecho da história. É aí que está o segredo de sucesso do filme. Falar sobre emoções consideradas negativas é um tabu em nossa sociedade. Desde muito cedo somos ensinados a buscar a felicidade de forma incessante. Evita-se a todo custo a tristeza, como se a emoção fosse um monstro à espreita e estivesse dissociada da [...]

23 08, 2018

Por que sua escola deveria adotar um programa de aprendizagem socioemocional?

2018-08-23T11:20:49+00:00 Semente na Escola|

Incluir o ensino das emoções no currículo é benéfico para pais, professores, alunos e sociedade em geral Responder ao título deste texto não é uma tarefa difícil. São muitos os benefícios que a aprendizagem socioemocional produz em crianças e adolescentes. As pesquisas vêm de várias áreas: neurociência, saúde, psicologia, gestão escolar, teorias de aprendizagem, economia, empregabilidade e prevenção a problemas de conduta. Ao contrário do que se pensou por muito tempo, tais competências não são inatas do indivíduo como se fossem dons, elas podem ser aprendidas quando ensinadas de forma regular e estruturada. Agora, imagine se todos os alunos da sua escola desenvolvessem esse aprendizado. O resultado seria crianças e adolescentes emocionalmente maduros, o que tornaria o ambiente educacional muito mais proveitoso e harmônico. Com professores mais motivados, o aprendizado se tornaria  ainda melhor e, consequentemente, as notas se elevariam. [...]

21 08, 2018

Os pais super protetores e a aprendizagem socioemocional

2018-08-21T11:21:52+00:00 Semente na Escola|

A superproteção está formando adultos incapazes de enfrentarem a vida O desejo de pais e mães é ver seus filhos felizes e realizados em todos os aspectos da vida. Em geral, sonhamos para nossos rebentos boas notas na escola, uma carreira de sucesso e que ninguém os machuque, seja física ou emocionalmente. Há um risco aí: alguns pais acabam por superproteger os filhos. São os chamados “pais helicópteros”, que estão sempre “sobrevoando” a vida dos filhos. No livro “Como criar um adulto”, a escritora Julie Lythcott-Haims, da Universidade de Stanford, discorre sobre a proteção excessiva dos pais para com seus filhos. Ela notou que, nos últimos anos, muitos estudantes da universidade eram incapazes de cuidar de si mesmos. Por outro lado, os pais sempre estavam muito envolvidos na vida desses alunos, ligando várias vezes ao dia e intervindo a qualquer [...]

16 08, 2018

O conceito de modernidade líquida e a alfabetização socioemocional

2018-08-16T10:41:13+00:00 Semente na Escola|

O que os pensamentos do filósofo Zygmund Bauman podem nos ensinar sobre o ensino de habilidades socioemocionais nas escolas? “Vivemos em tempos líquidos, nada foi feito para durar”, diz a célebre frase do filósofo polonês Zygmund Bauman, um dos pensadores mais importantes do fim do século XX e começo deste. Responsável pelo conceito de modernidade líquida, Bauman enxergava a sociedade contemporânea como frágil, guiada pela vulnerabilidade e fluidez. O filósofo também dizia que a modernidade está baseada na tecnologia, o que torna tudo veloz e descartável. Líquido aqui se refere então a um estado difícil de ser dominado, incapaz de manter a mesma forma por muito tempo. E isso se reflete diretamente nas relações humanas. Ao contrário do que Bauman entendia por modernidade sólida, em que as ideias, relações e estruturas sociais eram mais previsíveis e estáveis, a contemporaneidade está [...]

14 08, 2018

Evento reúne gestores educacionais para debater tendências da educação

2018-08-20T17:22:20+00:00 Semente na Escola|

Especialistas referências no segmento, como Leandro Karnal,  Celso Lopes de Souza e Mario Ghio (na foto acima), farão palestras em encontro promovido pelo Programa Semente Os novos rumos do mercado educacional, as mudanças que estão impactando o currículo escolar, as novas competências do século XXI e a inserção das habilidades socioemocionais na grade curricular, entre outras questões, serão tema de evento promovido pelo Programa Semente, no dia 28 de agosto, às 14h30, no Novotel Center Norte. Voltado a gestores e mantenedores de escolas, o encontro Tendências da Educação 2019 contará com palestras de Leandro Karnal, que irá mostrar o conceito das emoções nos ‘tempos líquidos’; Celso Lopes de Souza, psiquiatra e fundador do Programa Semente, que falará sobre a aprendizagem socioemocional e o futuro da educação, apresentando dados e pesquisas acerca do impacto das habilidades socioemocionais nas escolas; e também Mario Ghio, [...]