Fake News: riscos e consequências do compartilhamento de notícias falsas

Fake News: riscos e consequências do compartilhamento de notícias falsas

Uma pesquisa divulgada recentemente pela consultoria internacional “Trend Micro” detalhou como funciona a indústria de fake news no mundo. Intitulada “The Fake News Machine: How propagandists abuse the Internet and manipulate the public”, a pesquisa aborda as motivações e o comércio online existente para a disseminação de notícias falsas e manipulação da opinião pública. Além disso, cita também ferramentas de promoção vendidas no mercado paralelo online e usadas para a compra de likes, views e seguidores.

O criador do Programa Semente, profº Eduardo Calbucci, conversou com o Portal “Folha Regional” sobre esse tema.

Ele explica que nas redes sociais são formados laços de confiança e credibilidade entre os usuários. Por isso, quando vemos uma postagem ou o compartilhamento de algum amigo, tendemos a levar aquela informação mais a sério, muitas vezes até com mais intensidade do que se ela fosse divulgada por algum veículo tradicional de comunicação. Porém, hoje, mais do que nunca, é necessário dar vários passos para trás antes de tomar alguma informação desse tipo como verdade. Para ele, a propagação de notícias e conteúdos falsos pode gerar consequências graves para a sociedade.

Nessa matéria, ele alerta para os riscos do compartilhamento de notícias falsas e dá dicas que podem ajudar a identificá-las.

Esse é um dos temas abordados no material do Programa Semente para que crianças e adolescentes aprendam a filtrar as informações para um julgamento mais apropriado na tomada de decisões.

Leia a reportagem completa:

http://www.jfolharegional.com.br/mostra.asp?noticias=33798

2017-09-19T15:20:12+00:00 Semente na Mídia|