Metas para o ano novo devem ser plausíveis e mensuráveis

Metas para o ano novo devem ser plausíveis e mensuráveis

Definir prazos e metas ajuda a estabelecer as prioridades de 2019

O final do ano é o momento de fazer uma tomada de decisão mais profunda e de estabelecer novas metas para 2019. O planejamento, no entanto, deve envolver todo o conhecimento socioemocional, de forma que seja possível colocar em prática novas atitudes por meio de relações positivas e decisões responsáveis.

Segundo o educador e fundador do Programa Semente, Celso Lopes de Souza, os planos de ano novo devem ser palpáveis para que possam sair do mundo das ideias. “É importante planejar em qualquer processo de conquista. Zerar placar e estabelecer objetivos são ações importantes nesta etapa. No entanto, eles precisam ser plausíveis, não adianta pensar em metas sem ter ferramentas para conquistá-las”, indica.

Celso Lopes explica que a capacidade de antecipar e prever potenciais acontecimentos, adquirida através da aprendizagem socioemocional, é importante para traçar as metas de ano novo. Para que isso ocorra, porém, é preciso colocar os planos em prática e estabelecer tempos certos para a realização de cada um.

“Definir prazos ajuda a estabelecer prioridades. Por isso as metas devem ser mensuráveis, para que seja possível perceber se ela foi alcançada ou não. Por exemplo: pedir paz no mundo é muito válido, mas não dá para medir se está melhorando ou não. É preciso ter uma visão mais clara das limitações”, afirma.

Novo ciclo

Para ter um ano melhor e mais produtivo, é necessário pensar nos fracassos e frustrações de 2018 como fonte de aprendizado e como forma de aumentar a resiliência. No mais, o simples fato de planejar novas estratégias já é o começo da jornada da conquista.

“A conquista dos objetivos já inicia quando você começa a se planejar. Por em prática é uma outra etapa para chegar até o final”, ressalta o educador.

 

 

2018-12-17T11:44:27+00:00 Semente na Escola|