Personagens de filmes, séries e livros podem contribuir para a aprendizagem de crianças e adolescentes

Personagens de filmes, séries e livros podem contribuir para a aprendizagem de crianças e adolescentes

Recurso é usado para estreitar laços entre professores e alunos, contribuir para o autoconhecimento e reforçar comportamentos positivos

Mais do que divertir, personagens de filmes, séries e livros podem influenciar positivamente na aprendizagem socioemocional de crianças e adolescentes e fortalecer o vínculo entre professores e alunos. A opinião é de Eduardo Calbucci, professor e um dos criadores do Programa Semente.

De acordo com Calbucci, é importante partir do universo de referência do aluno. Quando o professor comenta sobre um livro, série ou filme de que a classe gosta, o estudante vê uma conexão entre a escola e a realidade. “Isso aproxima professor e aluno, o que é essencial para a dinâmica de ensino e aprendizagem”, diz.

No campo socioemocional, a criança ou o adolescente vai exercitar o autoconhecimento, ao se identificar com algumas emoções sentidas pelo personagem e ao não se reconhecer em outras. E isso pode ser explorado pelo professor de diversas formas.

Uma delas é trabalhar o fato de que as emoções são naturais. “É comum a criança ou adolescente achar que só ele tem determinado sentimento. Perceber que outras pessoas também podem sentir o mesmo é importante para não estigmatizar as emoções”, afirma Calbucci.

Esta também é uma forma de estimular comportamentos positivos. “Há personagens que não se comportam como a gente gostaria. Mas, tão importante quanto ter o exemplo, é ter o contraexemplo”, diz. “O professor pode discutir o comportamento e as atitudes do personagem e questionar como os alunos agiriam em determinadas situações. ”

Personagens da atualidade

Ele dá um exemplo: no filme Vingadores, o vilão Thanos resolve matar metade da humanidade e acha que está fazendo uma coisa boa, pois considera que é a única solução possível. “É uma questão interessante para discutir, pois mostra uma visão distorcida da realidade e um erro de avaliação: para resolver um problema, cria-se um outro maior ainda. Quantas vezes não fazemos isso? ”, questiona.

Segundo Calbucci, há sugestões desse tipo de atividade no material do Programa Semente destinado aos professores, possibilitando a escolha de filmes, livros ou séries que mais combinem com a turma e a realidade da escola. “O objetivo é convidar o aluno para uma reflexão que ele não está acostumado a fazer quando assiste a um filme”, diz.

2019-06-17T11:26:31+00:00 Semente na Escola|