Quando um relacionamento pode ser considerado tóxico?

Quando um relacionamento pode ser considerado tóxico?

Segundo autor do Programa Semente, às vezes, o que distingue o remédio do veneno é a dose

O Dia dos Namorados é a celebração do amor, emoção que conecta as pessoas e faz com que o mundo seja um ambiente melhor. No entanto, esse amor positivo pode se tornar tóxico. Isso corre quando ele esconde um sentimento de posse ou ciúme exagerado, por exemplo, e leva a comportamentos agressivos e abusivos. Por isso, é importante entender as nossas emoções e as dos outros para estabelecer e manter o relacionamento saudável.

Por meio da aprendizagem socioemocional, o Programa Semente convida os estudantes a fazer essa reflexão. “O ensino das emoções aumenta a capacidade do indivíduo entender as necessidades do outro. Uma relação afetiva, seja amorosa ou de amizade, só funciona se um tiver a capacidade de compreender o que o outro está sentindo. Daí vem a importância da empatia”, afirma Eduardo Calbucci, professor e um dos autores do Programa Semente.

Segundo o professor, como quase tudo na vida, o que distingue o remédio do veneno é a dose. Nesse sentido, o amor se torna veneno quando resulta em possessividade e cobranças e, como consequência, causa mais brigas e discussões do que momentos felizes. O relacionamento abusivo é justamente quando um dos envolvidos não tem controle sobre as suas emoções, nem a capacidade de entender as reais necessidades do outro.

Se essas reflexões não ocorrem, tem-se o primeiro passo para desencadear um ambiente opressivo. “É muito importante que a pessoa saiba até que ponto está disposta a ceder em uma relação. Relacionamentos saudáveis são aqueles em que as pessoas entendem as limitações um do outro e as respeitam”, ressalta Calbucci.

2019-06-12T10:29:02+00:00 Semente na Escola|